quinta-feira, março 30, 2006

Vai apanhar bonés


Por apenas $17.99, compre já o magnífico boné com a mais brilhante dedução política dos últimos tempos.

segunda-feira, março 27, 2006

Taxistas e opinion-makers

Ler as colunas de opinião do Luís Delgado, do João César das Neves e do José Manuel Fernandes lembra-me sempre aquele sketch do Gato Fedorento ainda no tempo do Perfeito Anormal. O sketch era sobre ladrões, cadeias e autarquias mas também se aplica a opiniões. Eu adapto para - em Portugal, pessoas que dizem barbaridades vão conduzir táxis, pessoas que dizem grandes barbaridades vão escrever uma coluna num jornal.

Uahahahahah

O último texto do João César das Neves no Público é delicioso. Começo a acreditar que o Diário de Notícias, vendo o efeito do jornal satírico O Inimigo Público no seu concorrente decidiu também apostar em textos humorísticos. Assim, para contrapôr a Vitor Elias e António Marques o Diário de Notícias aposta em João César das Neves e Luís Delgado.
A base da sua última crónica é qualquer coisa como isto - a religião ainda está bastante presente nos nossos tempos só que mais encapuçada. Qualquer coisa como isto:
- Ouves música? Então acreditas em Deus.
- Preferes algumas músicas a outras? Então acreditas em Deus.
- Vais a discotecas? Então acreditas em Deus.
- Amas? Então acreditas em Deus.
Ele consegue ir até ao ponto de comparar Elvis Presley e Bryan Adams com o Livro dos Salmos. Mas a cereja em cima do bolo é o positivismo, que tem a ciência como o seu único Deus e Marx, Freud e Sartre como os seus profetas, ser o grande culpado do Holocausto (?!!!) da bomba (!!!!!!!!!) e do gulag(?!!). E da fome em África, da pobreza e das derrotas do Sporting, se me permite acrescentar. Sim essa mesma, a ciência, essa filha da puta, que só tem estragado a vida a toda a gente. E os cientistas, esses cabrões ateus que só sabem é inventar causas para o que Deus faz neste mundo. Lei da gravidade? Teoria da relatividade? Física Quântica? Teoria da evolução das espécies de Darwin? Tudo invenções. Todos sabemos que é Deus que está por detrás de todos os fenómenos. Aliás nem sei porque se gasta tanto dinheiro em cientistas. Bastava ir à missa uma ou duas vezes por semana para tudo se resolver.
JCN é sem qualquer margem para dúvidas, o melhor escritor humorístico do País. Põe-te a pau Ricardo Araújo Pereira.

quinta-feira, março 23, 2006

Capital humano

Parece-me que há um capital humano em Portugal que anda a ser claramente desperdiçado. Falo obviamente dos SuperDragões. Porque é que a NATO ou a ONU, sempre que há um conflito envia os capacetes azuis para tentar controlar a situação? Esses mariquinhas que não fazem nada, nunca conseguem controlar nada e que vão para não existir um peso na consciência dos países ocidentais em crises como no Ruanda ou no Sudão. Pegassem eles na claque do Porto e penso que os problemas ficavam todos resolvidos. Iraque? Os SuperDragões tratavam disso em meia dúzia de semanas. Sudão? O "macaco" e companhia varriam o país num instantinho. Afeganistão? Piece of cake.
Além disso, ao contrário das outras tropas, os SuperDragões não precisavam de armas ou metralhadores. Bastava chegar ao Estádio, metê-los todos numa jaula e largá-los num desses conflitos. Era garantido que da próxima vez que alguém quisesse iniciar um conflito pensava duas vezes. Já estou a ver os senhores da guerra no Ruanda
- Opá vamos limpar os tutsis?
- O quê? Estás maluco? E a ONU e a Nato?
- Esses mariquinhas nunca fazem nada, e quando cá chegarem já nós resolvemos o problema.
- Nem penses pá. Andam praí agora uns gajos que chegam em 12 horas e varrem isto tudo numa semana. SuperDragões ou lá o que é...
- Ah, já ouvi falar. Pois ouvi dizer que fazem os Vikings parecerem um meninos do coro, comem criancinhas ao pequeno almoço e bebem sangue. Se calhar é melhor pensarmos noutra coisa...
Faço o meu apelo para em vez de GNR's e tropas especiais, Portugal comece a enviar os SuperDragões para os conflitos. Se é para nos metermos nas coisas, ao menos sejamos profissionais.

segunda-feira, março 20, 2006

O partido sexy


Segundo o Mau Tempo no Canil, aquele que será o próximo líder do CDS António Pires de Lima disse que quer um partido sexy. A Irmandade do Bitaite consultou os melhores especialistas e chegou à conclusão que se o CDS fosse uma mulher, seria a da fotografia que aqui reproduzimos.

Reciprocidade


Um conterrâneo nosso, o Nikolas, linkou-nos ao seu blog. Como se trata de uma pessoa de um bom gosto indubitável (foi de lá tirada esta fotografia da Adriana Lima), fica a retribuição nos links ao lado para O Eterno Retorno.

Late Night Blogs

Alguém me consegue explicar a lei que regula as grandes superfícies? É que não consigo perceber aquela nuance do encerramento ao domingo. Quando a lei foi feita, o propósito era incentivar o pequeno comércio e, como tal, as grandes superfícies estariam fechadas um dia por semana, neste caso ao domingo. Só que o pequeno comércio também encerra um dia por semana e como toda a gente sabe, 99% opta por encerrar ao domingo. Não faria mais sentido encerrarem as grandes superfícies à quarta-feira ou à sexta?

Há que dar a mão a palmatória


Há que dar a mão à palmatória aos executivos da música e a malta da MTV. Realmente, uma banda de meninas todas bonitas e todas bem feitinhas (como a imagem atesta) que canta músicas com refrões como "loosen up my buttons baby", "dontcha wish your girlfriend was as hot like me" e " keep looking at my *beep*, while you're playing with your *beep*" só pode estar destinada a ser um grande sucesso.

quinta-feira, março 16, 2006

Democracia-cristã

O CDS/PP assume-se como um partido de democracia-cristã, defensor da liberalização da economia e do papel pouco interventivo do Estado. Ao longo dos tempos, definiu-se como contra a Europa, não tão contra a Europa e ultimamente como um partido "euro-calmo"(!). Confesso que não percebo bem a definição ideológica do CDS. Aliás, há em toda a ideologia de direita algumas coisas que me fazem confusão. Vejamos o caso particular do CDS - tem um discurso muito de direita no que diz respeito aos símbolos nacionais, ao hino, à matriz católica da nossa sociedade, à manutenção das empresas em mãos nacionais, ao papel das nossas forças armadas, mas ao mesmo tempo defende a liberalização da nossa economia e a venda e privatização de vários sectores do nosso estado. Raramente concordo com Pacheco Pereira, mas no post que ele dedicou a Portas, ao Atlântico e ao Acidental, ele acertava pelo menos num ponto - os ministros do CDS e particularmente Paulo Portas foram dos ministros mais conservadores do ponto de vista económico que governaram ultimamente. O CDS quer ser conservador nos valores e liberal na economia, mas raras vezes consegue este equílibrio. Aliás será de todo possível ter uma ideologia conservadora de manutenção da nossa identidade nacional e defender a globalização e cosmopolitização da nossa sociedade? Basta ver o que o CDS pensa acerca de quotas de emigração, de atribuição do estatuto de cidadania portuguesa e do apoio social aos emigrantes para se perceber como eles entendem a livre abertura de mercados e pessoas. No meio disto tudo há ainda a atitude perante a Europa que confesso que nunca percebi. Aliás gostaria de saber o que pensam os acérrimos defensores do liberalismo acerca da Europa. Pelo que percebo, pelo menos na blogosfera, os liberalistas são maioritariamente do CDS que se define como euro-calmo, ou seja, não particularmente entusiasta da Europa.
Fico com a impressão que o posicionamento ideológico do CDS é uma manta que se se puxa para uma posição mais pró-liberalismo, destapa do lado conservador anti-Europa e anti-"qualquer coisa que venha lá de fora".

Duzentos visitantes

Pois é, mais um marco histórico. Chegamos aos 200 visitantes. Se na festa dos 100 visitantes as convidadas de honra eram todas mulheres bem apelativas do ponto de vista físico, na festa dos 200 visitantes vamos experimentar uma coisa radicalmente diferente, homens bem apelativos do ponto de vista intelectual. Assim, logo à noite na festa estarão presentes Jurgen Habermas, Anthony Giddens, Jean Baudrillard, Claude Levi-Strauss e Antonio Negri. Os convidados nacionais serão Manuel Maria Carrilho, José Gil, João Carlos Espada e Eduardo Prado Coelho.

quarta-feira, março 15, 2006

O Sr Engenheiro

Não tenho conseguido postar nos últimos dias devido ao seguinte erro:


Blogger Problem

This server is currently experiencing a problem. An engineer has been notified and will investigate.

Status code: 1-500-11

Paraíso


Ao ver o último outdoor da Intimissimi que anda a invadir as ruas (não é o mesmo deste post), cheguei à seguinte conclusão - não acredito em Deus, mas se o Paraíso existe, a Ana Beatriz Barros está lá de certezinha absoluta.

terça-feira, março 14, 2006

Os chatos da Netcabo

Os operadores de telemarketing da Netcabo telefonam-me quase todas as semanas. Ou porque têm uma promoção nova ou um conjunto de canais novo ou se eu não estaria interessado em assinar isto ou aquilo ou o outro...
O último dos telefonemas foi anteontem. Reproduzo a conversa, com todos os silêncios incómodos:
- Boa Tarde, fala o senhor Hdhksfgkd
- Sim, sou eu. Diga.
- Daqui fala da Tvcabo, sou o Jjhdflkdhf. Gostava de lhe fazer umas quantas perguntas. Pode ser?
- Força.
- Diga-me, que tipo de canais prefere ver?
- Bem, eu, hmm, deixe ver, ..., (silêncio incómodo), ..., bem, eu, ahhhh, gosto de ver desporto, futebol, filmes, séries...
- Gosta de desporto?
- ... também gosto dos canais de música...,ahhhh,hmmmmm,....
- Será que não estaria interessado em assinar um canal de Filmes. O Lusomundo Premium?
- Ahhhh,...., não acho que não vai ser preciso,...
- E será que não estará interessado em assinar um canal de adultos?
- ????!!!!!! ( silêncio incómodo). Um canal de,ahhh,...., PORNOGRAFIA?? (risos)
- Sim, isso mesmo, um canal adulto.
- Bem, acho que não. Fica para a próxima.
- Bem, obrigado então Sr. Hjdfghjhfg. Boa tarde.
- Boa tarde.

Também me costumam telefonar para ver se eu não quero assinar o pacote Life ou Fantastic ou lá o que é. Acontece que, aquando da instalação, fiquei com uns canais de borla incluindo esses do Fantastic e nunca mais mos tiraram. Portanto telefonam-me a perguntar se eu não quero uns canais que já tenho. Nessas alturas também costumo responder que fica para a próxima.

domingo, março 12, 2006

Serei o único?

Não gosto de música popular brasileira, não sou militante de nenhum partido, não escrevo em nenhum jornal ou revista, não apareço em nenhum programa de televisão e não tenho uma licenciatura em jornalismo ou direito. Serei o único nestas condições que têm um blog?

sábado, março 11, 2006

Polarização vs Centralização

O artigo de Marina Costa Lobo no Dn refere como é tão diferente a abordagem política na Península. Se em Espanha, PSOE e PP extremam posições e abandonam definitivamente o centro, em Portugal temos os dois maiores partidos a batalharem por esse espaço ideológico que ganha e perde eleições (10%?, 20%?, 30%?). O que é mais curioso no "centrão" é que ninguém se assume como tal. Como se o facto de se votar ora no PS ora no PSD fosse um sinal de pouca inteligência ou pouca coerência. De referir também que de tempos a tempos, alguém no PSD refuta as suas origens e autodenomina-se como sendo de centro-esquerda. O último a quem ouvi tal epíteto foi Vasco Graça Moura, mas por alturas do congresso também Luis Filipe Menezes defendeu um reposicionamento do partido.
Como é então o mapa político em Portugal? O PS é esquerda e o PSD centro-esquerda? O PS é centro-esquerda e o PSD é centro? O PS é centro-esquerda e o PSD centro-direita? E a mais importante das perguntas - o que é que isso realmente interessa?

PS - Numa sondagem da Eurosondagem de ontem (perdoem a redundância), o CDS é o partido com menos intenções de voto, atrás do Bloco e do PCP. Será que, como disse o Portas quase a chorar, Portugal é país único na Europa no qual a democracia-cristã fica atrás dos trotskistas? Espero bem que sim.

quarta-feira, março 08, 2006

Hoje somos todos lampiões

No duelo Reds - Lampiões que vai começar agora, torço naturalmente para que o Benfica elimine esses cabeludos que só fazem barulho.

Danke, meun Freund

Um agradecimento ao Bombyx mori por nos ter linkado.

Dia da Mulher (aquele ser que tem maminhas)






"Sou uma mulher educada. Se quiserem falar comigo sobre o melhor verniz para as unhas eu falo, mas se quiserem falar sobre Proust, também posso falar. Não acredito que as duas coisas sejam mutuamente exclusivas."
-Padma Lakshmi (mulher de Salman Rushdie)

O melhor do mundo

Apesar de gostar muito de Thierry Henry estou completamente rendido ao melhor jogador do mundo. Quem mais conseguia fazer o que ele fez ontem a uma das melhores defesas da Europa. José Mourinho ficou a chuchar no dedo. :)

terça-feira, março 07, 2006

Estado de arte

Portas acaba de classificar na televisão como primitivo o filme Syriana e diz ainda que "não há nada mais primitivo que um liberal a criticar um conservador". Realmente um comentário state of the art.

sábado, março 04, 2006

O melhor filme de 2005

Os óscares no próximo domingo vão premiar os melhores de 2005. O melhor filme, o melhor realizador, o melhor actor, a melhor actriz... Confesso que não consigo perceber os critérios que regem tal atribuição de prémios. Estou a ver na net antigos nomeados e premiados e deparo-me com óscares verdadeiramente absurdos. Em 2002 o óscar de melhor filme foi para Chicago deixando pelo caminho, entre outros, o Pianista e As Horas. Mas há mais, muito mais. Em 1979 Apocalypse Now está nomeado mas perde o óscar de melhor filme para Kramer vs Kramer. Enfim, há muito por onde escolher. Mas mais estranho que os óscares são as nomeações. Existem nomeações verdadeiramente surreais. Em 2003 estão nomeados Seabiscuit e Master and Commander. O ano passado estava nomeado o Aviador.
Dos 5 nomeados para melhor filme deste ano, não há nenhum que me tenha impressionado muito. Gostei de Brokeback Mountain, de Good Night and Good Luck e de Crash, mas para mim o grande ausente na categoria de melhor filme (e se quisermos, das nomeações em geral) é o Fiel Jardineiro. Tem apenas 4 nomeações - Melhor actriz secundária (!), melhor montagem, melhor música e melhor argumento adaptado. Ficaram pelo caminho as nomeações para melhor actor, melhor filme e melhor realizador, apenas e tão só as mais importantes. O grande vencedor da noite aposto que vai ser Brokeback Mountain, que não sendo um marco épico na história do cinema (chavão nº1), é sem dúvida um filme corajoso (chavão nº2), que aborda um tema controverso e delicado (chavão nº3).
De Crash podemos dizer que é também um filme corajoso(novamente chavão nº2) que aborda um tema controverso e delicado (chavão 3).
Good Night and Good Luck mostra como um filme com parcos recursos e quase sempre com os mesmos cenários (estúdio e escritórios) consegue mesmo assim contar uma boa história e chamar a atenção para as responsabilidades dos mass media e do dever que têm de informar e bem os cidadãos.
De Munique gostei da confrontação moral dos operacionais encarregados da vingança aos atentados e do facto de darem cara e humanizarem os supostos terroristas. Além disso, apesar de ser um filme graficamente violento com bombas, tiros e explosões, acho-o extremamente pacifista pois a mensagem que nos deixa no final é que violência apenas gera mais violência.
Finalmente Capote. Confesso que não gostei muito do filme e é claramente o que menos aprecio dos 5 candidatos. Esta história das biopics até podia resultar com este tema, mas o filme torna-se enfadonho e centra-se muito à volta do personagem principal, dos seus trejeitos, da sua pose, do seu snobismo. Na minha opinião a interpretação de Philip Seymour Hoffman, apesar de boa, não me deixa maravilhado. Confesso que prefiro o cowboy gay calado e introspectivo de Heath Ledger.
Será que Brokeback Mountain irá ser o grande vencedor? Veremos no domingo.

Early morning blogs II

Afinal de contas, é sábado.

Early morning blogs

Estou cheio de sono e vou voltar a deitar-me.

Imperdoável

Ainda em relação ao Joaquim Rita esqueci-me de um dos meus clichés preferidos no que toca ao comentário desportivo. Falo das "fases de construcção de jogo". Segundo o Rita existem duas fases de construcção - a primeira e a segunda. Não interessa que equipa está a jogar ou se estão os 11 na grande área, interessa sim as fases de construcção de jogo. Exemplo típico - " o Paços de Ferreira está a ser muito pressionado pelo Benfica, por isso tem que começar a construir jogo muito mais à frente, ou seja, na segunda fase de construcção".

sexta-feira, março 03, 2006

Poesia alentejana

Há na minha terra um senhor que se auto-intitula poeta popular. A sua mais conhecida quadra é a seguinte:
Gosto muito de gambas com arroz
E arroz de passarinhos
Nasci em Estremoz
Mas vivo em Rio de Moinhos

O cientista Joaquim Rita

Quem gosta de futebol e segue os jogos pela rádio ou pela televisão cruzou-se por certo um dia com um relato do Sr. Joaquim Rita. Este senhor, um cientista da bola, faz com que o jogo mais maçador ou o jogo mais empolgante seja dissecado pelo seu profundo conhecimento de futebol. Para ele, não há imprevísiveis, não há surpresas, tudo acontece fruto de uma grande superioridade táctica. Todo o seu discurso gira à volta de quatro pontos fundamentais, a saber:
1º Dinâmica de movimento
2º Profundidade de jogo
3º Superioridade técnico-táctica
4º Duelos individuais

Ponto 1 - Dinâmica de movimento
O Sr. Joaquim Rita usa e abusa desta aberração linguística em frases como " o Chelsea está com uma grande dinâmica de movimento", "o Porto imprime claramente ao jogo uma dinâmica de movimento que empurra o Rio Ave" e outras que tais. Curiosamente ou talvez não, nunca ouvi falar de uma dinâmica estática que contraponha com a dinâmica de movimento. Aliás, a única pessoa no mundo que vejo a empregar a expressão dinâmica de movimento é o estimado comentador.
Ponto 2 - Profundidade de jogo
Esta é profusamente usado no seu comentário. Surge inevitavelmente na primeira meia hora de jogo, quando uma equipa se superioriza claramente a outra na forma de " o Moreirense não tem profundidade de jogo. Faltam-lhe os últimos 30 metros e não se está a conseguir estender no campo", "o Marítimo sofre o golo pois nos últimos minutos não tinha profundidade e faltam-lhe claramente metros. O campo é muito grande para o Marítimo".
Ponto 3 - Superioridade técnico-táctica
Esta o Sr. Joaquim Rita usa quando a diferença entre as equipas é muita grande. Digamos por exemplo num Barcelona - Espanhol ou num Chelsea - Wigan a expressão surge normalmente no ínicio ou no fim dos jogos sob esta forma " o Barcelona é, à partida para este jogo, uma equipa claramente superior do ponto de vista técnico-táctico" , "o Chelsea ganha confortavelmente pois foi superior em termos técnico-tácticos".
Ponto 4 - Duelos individuais
Aqui reside o único aspecto em que o comentador confere ao jogo alguma imprevisibilidade. Se uma equipa marca, foi porque "os seus jogadores já há largos minutos que estavam a ganhar os duelos individuais". Não interessa nada do que se disse para trás, o golo é fruto de a equipa A ou B vir ganhando nos duelos individuais, apesar de ser "claramente inferior em termos técnico-tácticos".
Resumindo e concluindo, o Sr. Joaquim Rita consegue transformar o mais emocionante dos jogos no mais aborrecido, virtude das suas análises pseudo-científicas.

Só sei que nada sei

A propósito da última semana antes de Cavaco ser Presidente, recordo-me da frase de Abel Salazar (médico no Porto) que ele usava para a Medicina mas que a meu ver serve para quase todas as ciências - "Quem só sabe de Economia, nem de Economia sabe".

quinta-feira, março 02, 2006

A fuga ao fisco 1.02

Hoje no 24 Horas Sousa Cintra, Medina Carreira e Miguel Beleza acham que "Belmiro faz muito bem em recorrer à subsidiária holandesa pois tem accionistas a quem prestar contas". Que Sousa Cintra louve esta atitude não me espanta muito, agora que dois eminentes economistas da nossa praça que já tiveram responsabilidades governativas aplaudam esta medida é algo que não consigo perceber.
Raros são os dias em que ligamos a televisão e não nos aparece um deles a dizer que o Governo não arrecada suficiente em impostos, que é despesista, que vamos todos morrer à fome e aparecem agora a aplaudir esta fuga aos impostos (que é disso que se trata). Porque é que a mercearia ou o café do bairro (pegando no exemplo do Louça) que enfrentam dificuldades têm que pagar imposto e o homem mais rico de Portugal não tem?

A fuga ao fisco 1.01

Segundo o Diário Económico, a Sonae vai recorrer a uma subsidiária holandesa para evitar o pagamento de 57 milhões de euros.

A última contratação

Já fora do período oficial de inscrições (o chamado mercado de Inverno), a Irmandade compra o seu último reforço a custo zero. A Irmandade está agora completa, já que o irmão mais velho junta-se aos dois mais novos nas tropelias do blog. A isto também corresponde uma internacionalização do blog, já que aos posts da Cidade dos Doutores juntam-se os posts provenientes da Cidade Condal. Seja pois bem-vindo e bons posts. Um abraço para Barcelona.